O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), implantou um programa que vai oferecer atendimento prioritário para as empresas aéreas cargueiras que forneçam, com antecedência, informações precisas e corretas dos seus voos. O objetivo é reduzir em até 50% o tempo de desembarque e embarque de cargas internacionais pelo Terminal de Carga.

O Programa Fast Lane estabelece uma pontuação para as empresas aéreas e oferece vantagens para aquelas que contribuírem para a redução do tempo na operação de carga. O projeto traz avanços, principalmente, em relação ao tempo de recebimento da carga, resultando em maior agilidade para o importador fazer o registro da DI (Declaração de Importação) e, consequentemente, a rápida liberação da carga no aeroporto.

De acordo com o estudo realizado pela concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, 44% dos voos das empresas cargueiras chegam com horários divergentes do originalmente informados, gerando dificuldades para o dimensionamento das equipes de trabalho, além de gargalos e atrasos no procedimento de recebimento das cargas no pátio do Terminal de Carga do aeroporto. Agora, com o Fast Lane, as empresas que informarem com antecedência os dados da chegada dos voos e forem mais pontuais serão beneficiadas.

Para ingressar no Fast Lane, a empresa aérea deve manifestar formalmente o interesse em incluir seus voos no programa, informando a data e hora de chegada, com antecedência mínima de 72 horas, além de garantir a entrada de carga no TECA e a informação no sistema de gestão do armazém em até duas horas do horário previsto. A companhia ingressa no programa com 100 pontos. A cada critério não cumprido, além da possível descaracterização do voo, será aplicada uma redução dos pontos iniciais.

O levantamento realizado sobre o projeto piloto e os primeiros meses de aplicação do programa mostrou que houve reduções de até 2 horas e 36 minutos no tempo de processamento geral dos voos.

Fonte: Panrotas 24/09/2021

  : aviacao-comercial, brasil