A United Airlines Ventures (UAV) anunciou hoje (13) que, junto com a Breakthrough Energy Ventures (BEV) e a Mesa Airlines, investiu na startup de aviões elétricos Heart Aerospace. A empresa está desenvolvendo o ES-19, uma aeronave de 19 assentos que tem potencial para voar até 402 quilômetros antes do final desta década.

Além do investimento, a United concordou condicionalmente em comprar 100 aeronaves ES-19, uma vez que ela atende aos requisitos de segurança, negócios e operacionais da aérea. A Mesa Airlines também concordou em adicionar 100 modelos a sua frota, sujeito a requisitos semelhantes. A introdução do ES-19 no mercado deve ser feita já em 2026.

A UAV está construindo um portfólio de empresas que se concentram em conceitos de sustentabilidade e criam as tecnologias e produtos necessários para formar uma companhia aérea neutra em carbono e atingir as metas de emissões líquidas de gases de efeito estufa da United. Com este novo acordo, a aérea está aprofundando seu compromisso de reduzir suas emissões em 100% até 2050, sem depender das compensações de carbono tradicionais, além de possibilitar o crescimento da Heart Aerospace e participar do desenvolvimento de aeronaves que reduzirão essas emissões.

Ao utilizar motores elétricos em vez de motores a jato e baterias em vez de combustível, a ES-19 terá zero emissões operacionais. Com capacidade para 19 passageiros, a aeronave também será maior do que outros modelos totalmente elétricos e será projetada para operar com os mesmos tipos de baterias usadas em carros elétricos.

Uma vez operacional, o avião poderia operar em mais de 100 das rotas regionais da United fora da maioria de seus hubs. Algumas delas incluem o Aeroporto Internacional O'Hare de Chicago (ORD) para o Aeroporto da Universidade de Purdue (LAF) e o Aeroporto Internacional de São Francisco (SFO) para o Aeroporto do Condado de Modesto (MOD).

"Reconhecemos que os clientes desejam ainda mais propriedade sobre suas próprias emissões de carbono. Estamos orgulhosos de fazer parceria com o Mesa Air Group para trazer aeronaves elétricas para nossos passageiros mais cedo do que qualquer outra companhia aérea dos Estados Unidos”, diz o vice-presidente de Desenvolvimento e Relações com Investidores da United e presidente da UAV, Michael Leskinen.

Fonte: Panrotas 13/07/2021

  : aviacao-comercial, internacional