A Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (ALTA) informou que as companhias aéreas da região transportaram 25,8 milhões de passageiros em novembro de 2019, o que representa um crescimento de 2,5% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

O mercado doméstico apresentou uma alta de 3,7%, com destaque para o Brasil e México que, juntos, somaram 87% do crescimento total de passageiros na América Latina e Caribe. O tráfego interno no Brasil cresceu 3,1%, com 240 mil passageiros adicionais, e 7,6% no México, com 324 mil passageiros adicionais. A Argentina também apresentou recuperação, com crescimento de 9%, enquanto o Chile teve a segunda queda consecutiva em seu tráfego doméstico, com redução de 7,2%.

O tráfego internacional mostrou uma diminuição no número de passageiros durante novembro, com uma redução de 4,8% no tráfego extrarregional e 1,6% no tráfego inter-regional. Houve ainda redução no número de voos que chegaram aos Estados Unidos e que partiram de México, Panamá, Brasil, Colômbia, Peru e Argentina.

“Ainda temos o mês de dezembro de 2019 para contabilizar, mas podemos adiantar que os resultados do ano 2019 foram positivos, apesar dos desafios pelos quais a região atravessou. Chegamos a 2020 com uma indústria preparada para atender às demandas com diálogo, melhorias operacionais e tecnológicas e o inabalável compromisso de servir às populações da América Latina e Caribe”, disse o diretor-executivo e CEO da ALTA, Luís Felipe de Oliveira.

Fonte: Panrotas 13/01/2020

  : brasil, internacional