O secretário de Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann, reafirmou hoje, em Brasília, que as recentes medidas do Governo Bolsonaro deverão atrair novas aéreas, principalmente as que operam nos regimes low-cost e ultra low-cost, para o País. “A abertura de capital estrangeiro e a redução do ICMS em diversos Estados brasileiros promoverão um novo ciclo de popularização do transporte aéreo em nosso País”, disse.

Ainda segundo o secretário, seu objetivo este ano – o primeiro de seu mandato – ficou centralizado na criação de ambientes de negócios favoráveis a investidores, sejam eles brasileiros ou estrangeiros. O resultado disso, de acordo com Glanzmann, poderá ser visto, por exemplo, nas reinaugurações dos aeroportos de Salvador e Fortaleza, previstos para dezembro e janeiro, respectivamente.

“A ideia é que o cidadão brasileiro perceba o que estamos fazendo, que enxerguem os frutos do nosso trabalho. Na aviação, isso só vai acontecer quando ele pagar menos no preço da passagem aérea ou quando ele chegar a um aeroporto reformado e com toda a infraestrutura que ele precisa”, comentou.

 

Fonte: Panrotas 27/11/2019

  : aviacao-comercial, brasil