Um ano após o primeiro protótipo do G700 ter voado pela primeira vez, o programa de ensaios em voo acumula 1.100 horas de testes no ar. De acordo com a Gulfstream, o projeto concluiu a campanha concluí a maior parte das avaliações de desenvolvimento, abrindo caminho para a etapa de certificação. A previsão é que a aeronave entre em serviço no final de 2022.

O G700 é o maior avião de negócios da Gulfstream, adicionando uma série de capacidades a família, como alcance de 7.500 nm (13.900 km) e a velocidade cruzeiro máximo de Mach 0,925.

Durante um dos ensaios a velocidade de mergulho do G700 foi de Mach 0,995 a mais alta de um avião civil da atualidade. Ainda que seja possível superar a barrira do som em mergulho, tal procedimento não é previsto em projeto. Além dos voos em alta velocidade, os protótipos concluíram a maior parte dos voos em baixa velocidade, incluindo mínima de estol e formação de gelo nas asas.

Com o primeiro voo realizado no dia 14 de fevereiro de 2020, semanas antes do início da pandemia global, a Gulfstream reformulou seus processos para se adaptar à nova realidade de saúde pública. Ainda assim, foi possível adicionar mais quatro protótipos a campanha de ensaios, com o avião mais novo entrando em serviço no último mês de outubro.

A próxima fase prevê a instalação de interior completo em dois protótipos de ensaios, permitindo avançar na etapa de validação dos itens a bordo, ruído de cabine e certificação de tipo suplementar.

O G700 terá cinco zonas de cabine, incluindo a opção de suíte máster com chuveiro. O avião por sua fuselagem mais longa terá vinte amplas janelas, similares as existentes no G650.

Fonte: AeroMagazine 16/02/2021 

  : aviacao-executiva, internacional