O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, oficializou na sexta-feira (28) o lançamento de edital de licitação dos projetos para a construção do novo Aeroporto Regional da Serra Gaúcha, com investimentos previstos de R$ 200 milhões.

O terminal será erguido em Caxias do Sul (RS), mas atenderá a 53 municípios, sendo estratégico ao desenvolvimento econômico regional.

“Trata-se do maior investimento da aviação regional da nossa história, que será feito por intermédio do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC). Uma briga de muitos anos, um pleito antigo, para uma região de extrema importância para o Rio Grande do Sul, com potencial enorme da agroindústria e do turismo”, destacou Tarcísio de Freitas.

Após autorização da Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura (SAC/MInfra), o edital foi lançado pela prefeitura de Caxias do Sul em 24 de maio.

O objetivo da concorrência pública é contratar empresa responsável pela elaboração dos projetos básico de infraestrutura, executivo dos sistemas elétricos, eletrônicos e telemática de infraestrutura e executivo de edificações, equipamentos e mobiliário, incluindo serviços de sondagem para o novo aeródromo.

A abertura das propostas está prevista para 30 de junho. São 12 meses para a empresa contratada executar os projetos, contados a partir da assinatura da ordem de serviço. Participaram do evento o senador Luís Carlos Heinze (PP-RS), que transmitiu a oficialização nas suas redes sociais, e os prefeitos de Caxias do Sul, Adiló Didomênico, e de Gramado, Nestor Tissot, além de representantes do comércio e de empresas da região.

Terá capacidade de operação para aeronaves do porte do Boeing 737-800, terminal de passageiros de 4,7 mil metros quadrados e 500 vagas de veículos, Seção Contraincêndio (SCI) e Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações e Tráfego Aéreo (EPTA).

Vai operar ainda com um pátio de aeronaves com 26 mil metros quadrados (8 posições de aeronaves) e uma pista de pouso e decolagem com 1.930 metros de comprimento e 45 metros de largura.

Fonte: Aeroflap 29/05/2021

  : aviacao-comercial, brasil