O primeiro Pilatus PC-24 com matrícula brasileira foi entregue ontem (30), pela Synerjet, representante da marca no Brasil. O avião de negócios de alta performance está no aeroporto de Sorocaba, no interior de São Paulo, onde passará por vistoria técnica inicial (VTI), que será realizada no Centro de Serviços da própria Synerjet.

O PC-24 é o primeiro avião a jato da aviação de negócios projetado e certificado para operar sem restrições em pistas não pavimentadas, incluindo de terra batida, cascalho ou grama. A capacidade praticamente dobra o número de pistas no mundo aptas a receber a aeronave.

A aprovação para operações em areia seca e cascalho foi obtida em 2018, emitida pelas autoridades europeias, com o acréscimo de pistas de terra molhada ou cobertas de neve sendo resultado de uma campanha de testes de pós-certificação realizados em 2017.

O avião desenvolvido pela suíça Pilatus agrega as capacidades do irmão turbo-hélice, PC-12, com a performance superior dos jatos. O PC-24 é equipado com dois motores Williams FJ44-4A, possibilitando que a aeronave tenha um alcance de 2000 nm (3.704 km), com teto operacional máximo de 45.000 pés, além da necessidade de apenas 900 metros de pista pavimentada para decolar ou 879 metros de comprimento em uma pista de grama.

A cabine tem capacidade para até seis passageiros e um sistema modular permite o intercambio do armário montado na seção dianteira ser usado como galley ou desativado, além da opção da instalação de um banheiro também modular. O PC-24 dispõe de amplo bagageiro, incluindo uma porta de cargas igual a existente no PC-12, ampliando assim a flexibilidade do avião.

Os clientes da aeronave também contam com o pacote de manutenção CrystalCare, que inclui todas as inspeções e manutenções programadas e não programadas, atribuições de Aeronaves no Solo (AOG), e todos os itens consumíveis e itens de desgaste normal, como pneus e freios.

Fonte: Aero Magazine (01/07/2020) 

  : aviacao-executiva, aviacao-geral, brasil