O Instituto Brasileiro de Aviação realizou entrevista com Larissa Dantas, CEO da Hangarar. Confira a entrevista abaixo:

1. Atualmente a Hangarar tem como principal objetivo otimizar a operação aérea executiva nacional. Quais são os principais serviços prestados pela Hangarar e os benefícios trazidos por eles?

R.: A Hangarar oferece serviços inéditos como preço de Jet e Avgas em tempo real, atualizado diretamente pela BR Aviation; simulação de tarifas aeroportuárias nos principais aeroportos brasileiros, bastando incluir peso da aeronave e tempo de permanência para obter o valor a ser pago; além disso, fornecemos cotação de hangares em mais de 80 aeroportos, integração com histórico do BR Aviation Card, NOTAM, METAR e reportes colaborativos de outros pilotos. Para 2022, estamos preparando um grande lançamento que irá além de todas as expectativas do mercado brasileiro. 

2. Durante a pandemia, a aviação geral teve forte recuperação frente a comercial. O uso de aplicativos, como o da Hangarar, foi muito importante para esse resultado. Como foi o ano de 2020 e como está sendo o ano de 2021 para a Hangarar nesse quesito da retomada de voos?

R.: Tivemos uma curva de crescimento expressiva durante este primeiro ano de lançamento do aplicativo, tanto em cadastros quanto em interação. Pudemos perceber claramente o quanto a aviação geral resistiu e se provou mais uma vez de extrema importância para o Brasil. 

3. Assim como em outros segmentos logísticos que utilizam muitos aplicativos de celular, como a Hangarar enxerga o futuro no segmento de aviação?

R.: Enxergamos desde o início que o conceito mais adequado à aviação seria uma plataforma do tipo “one stop shop”. Isso significa que para conveniência e segurança do piloto e demais pessoas a bordo, as informações de planejamento de voo devem estar de fácil acesso, unificadas e facilmente compreensíveis. Hoje toda a parte de contratação de serviços está na palma da mão do piloto e em breve disponibilizaremos ainda mais funcionalidades pensando em todas as etapas do voo.

4. Com cobertura em grande parte da malha aeroviária do Brasil, quais são os principais aeródromos em que a Hangarar vê melhor recuperação e que possuem mais possibilidades de crescimento nesse momento pós-pandemia?

R.: Atualmente os aeroportos com mais pedidos na plataforma são Congonhas, Santos Dumont, Goiânia, Ribeirão Preto e Fortaleza, nesta ordem. Durante a pandemia essa ordem se manteve mais ou menos assim, com poucas alterações. Neste momento em que a aviação comercial está retomando a todo vapor, os aeroportos que mais irão apresentar crescimento serão aqueles tradicionalmente voltados às linhas aéreas, devido à grande demanda represada. 

5. Algumas funcionalidades no aplicativo da Hangarar como o suporte aos preços de combustíveis são muito importantes nesses momentos de instabilidade de preço. Quais são as melhores práticas que os operadores podem adotar para tirar melhor proveito do aplicativo?

R.: Além de consultar previamente os preços e conseguir acompanhá-los em tempo real, os pilotos podem utilizar a ferramenta para negociar. Esta funcionalidade é ligada diretamente ao sistema BR Aviation, onde o time comercial está sempre a postos para oferecer a melhor proposta possível no preço do combustível. Com certeza é uma grande vantagem aos pilotos.

   Larissa Dantas: Formada em engenharia mecânica, sempre se envolveu com projetos aeronáuticos desde a vida acadêmica, sendo premiada pela NASA por um destes projetos, apresentado em Atlanta, Georgia. Experiência em vendas e gestão de projetos em grandes empresas, como a Bosch, se juntou à Hangarar logo no início do projeto, assumindo como diretora de novos negócios e posteriormente como CEO, cargo que ocupa até o momento. 

 

O site da Hangarar pode ser acessado através do link www.hangarar.com.br.

  : aviacao-executiva, aviacao-geral, brasil, conteudo-exclusivo