A gigante Amazon, de olho no aumento da demanda por compras on-line nos Estados Unidos e em todo o mundo, está ampliando sua frota de 767. Segundo o site Simple Flying, a Amazon comprou quatro 767-300ER da canadense Westjet, que estão sendo transformados em cargueiros na Cidade do México. E ainda outras sete aeronaves do mesmo modelo da Delta Air Lines, que devem entrar em operação em 2022. Com isso, a frota da Amazon subirá de 44 para 55 aeronaves.

De acordo com análise do site, é provável que mais compras similares aconteçam, já que o crescimento de demanda por serviços como os oferecidos pela Amazon é tendência pós-pandemia e para o transporte de cargas os aviões antigos (os da Delta estavam aposentados, por exemplo) são atraentes, ao contrário do segmento de passageiros, que exige aeronaves novas.

Fonte: Panrotas 06/01/2020

  : aviacao-comercial, internacional