Na semana passada, a Embraer atingiu uma marca importante, a entrega do 19º E195-E2, maior jato comercial já desenvolvido pela empresa brasileira. A aeronave em questão foi recebida pela companhia aéreas Binter Canarias.

A empresa aérea espanhola agora tem quatro unidades do modelo e deve receber a quinta e última aeronave em breve. Dias antes, a Air Peace também celebrou a entrega do segundo E195-E2, situação semelhante a da Belavia, companhia aérea da Bielorússia, cujo jato trazia o emblema de 25 anos de sua fundação.

Após um início lento, a produção dos jatos E2 começa a ganhar ritmo, sobretudo da variante E195-E2, para até 146 passageiros. Ela detém nada menos que 87% dos pedidos firmes da nova série, com 153 encomendas – o modelo intermediário E190-E2 conta com 22 pedidos enquanto o E175-E2 permanece sem clientes até o momento.

O primeiro E195-E2 foi entregue para a Azul Linhas Aéreas em setembro de 2019. A companhia aérea brasileira é a maior operadora de E2 no mundo, com nove jatos, quatro dos quais foram entregues no final de 2020 após um período em que a Embraer não enviou nenhum avião aos seus clientes.

Em compensação, desde outubro do ano passado 11 E195-E2 foram entregues, cinco deles no primeiro trimestre de 2021, segundo dados compilados pelo site Planespotters – a Embraer só deve revelar os dados oficiais em abril.

E190-E2 atingiu 82% das entregas

Primeiro modelo da série E2 a ser entregue, o E190-E2 passa por uma situação oposta. Embora esteja em serviço desde abril de 2018 com a Widerøe, da Noruega, a aeronave está numericamente atrás do irmão E195-E2 desde semana passada.

No momento, existem 18 jatos entregues, oito deles na Helvetic Airways, sua maior cliente. Outros cinco voam com a Air Astana enquanto a Widerøe possui quatro aeronaves – a Air Kiribati opera o derradeiro E190-E2.

Por conta disso, nada menos que 82% dos pedidos do E190-E2 já foram entregues, um panorama preocupante para a Embraer já que a variante chegou a ter 85 pedidos firmes cinco anos atrás. Desde então, a aeronave vem perdendo interessados à medida em que o E195-E2 amplia sua carteira de pedidos.

Fonte: Airway 24/03/2021

  : brasil