A demada por voos domésticos no Brasil aumentou em novembro, enquanto a procura por voos internacionais de empresas brasileiras diminuiu, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A demanda de passageiros em voos domésticos no Brasil, medida em passageiros por quilômetro pago transportado (RPK, na sigla em inglês), cresceu 1,5% em novembro, em comparação com o mesmo mês do ano passado.

O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico atingiu 8,1 milhões em novembro, com aumento de 3%.

A oferta de passageiros, medida em assentos-quilômetros ofertados (ASK, na sigla em inglês), cresceu 2,9% na mesma base de comparação. Assim, a taxa de ocupação dos voos domésticos em novembro encolheu 1,2 ponto percentual, para 82,5%.

A Latam ultrapassou a Gol em participação de mercado nos voos domésticos, alcançado 38,8% do mercado. Esse percentual representou um avanço de 5,7 pontos percentuais em relação a novembro do ano passado. No mês, a companhia registrou um crescimento de 19,1% na demanda de passageiros.

A Gol caiu para a segunda posição, com 37,3% de participação e um ganho de 1,7 ponto percentual em comparação à participação que a empresa tinha em novembro de 2018. No mês, a Gol apresentou aumento de 6,2% na demanda de passageiros.

A Azul manteve-se em terceiro lugar, com 23,4% de participação de mercado e um ganho de 5,2 pontos percentuais em relação à fatia que detinha em novembro de 2018. No mês, a demanda da Azul cresceu 30,4%.

A fatia de mercado da Avianca Brasil (Oceanair), que era de 12,7% em novembro do ano passado, passou a zero neste ano. A partir de 24 de maio, a empresa paralisou totalmente os seus voos, reduzindo sua participação a zero.

Voos internacionais

A demanda no Brasil por voos internacionais feitos por empresas brasileiras caiu 8% em novembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, informou a Anac.

A oferta de voos desse tipo encolheu 10,1% no mesmo intervalo. Com isso, a taxa de ocupação nos voos internacionais avançou 2,3%, chegando a 83,7% em novembro.

No mês, foram transportados 664 mil passageiros pagos em voos internacionais.

A Latam manteve a liderança em voos internacionais, com 71,9% de participação, ante 68,2% em novembro de 2018. A empresa transportou 2,3 milhões de passageiros, com retração de 3% sobre novembro do ano passado.

A Azul foi a segunda colocada, com 17,1% de participação de mercado e ganho de 5,1 pontos percentuais em relação a novembro de 2018. No mês, a Azul registrou aumento de 31,4% na demanda, para 553 mil passageiros.

A Gol manteve a terceira colocação em voos internacionais, com 11% de participação de mercado, e redução de 0,8 ponto percentual em relação a novembro de 2018. A companhia apresentou queda de 14,3% na demanda de passageiros em voos internacionais em novembro.

Fonte: Valor 18/12/2019

  : aviacao-comercial, brasil