A Delta Air Lines divulgou nesta quarta-feira (14) o primeiro lucro trimestral desde o início da pandemia de coronavírus e afirmou que espera continuar no azul pelo restante do ano fiscal, apoiada na recuperação do setor aéreo norte-americano.

O lucro líquido atingiu US$ 652 milhões, ou US$ 1,02 por ação, nos trimestre encerrado em 30 de junho, ajudado pela ajuda do governo para pagamento de salários do setor aéreo e também pelo forte aumento da receita trimestral, que superou as expectativas de analistas.

A receita operacional ajustada da Delta no trimestre caiu 49% ante mesmo período de 2019, para US$ 6,35 bilhões, uma melhora ante o recuo de 60,4% registrado no primeiro trimestre. Analistas previam receita de US$ 6,22 bilhões.

A Delta afirmou que espera que a receita operacional do trimestre que começa em setembro caia 30% a 35% em relação ao mesmo período de 2019, com o ponto médio sendo em US$ 8,47 bilhões, acima da expectativa de analistas, de US$ 8,23 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

Excluindo eventos como o apoio governamental para a folha de pagamentos, a Delta teve prejuízo de US$ 1,07 por ação.

A Delta afirmou que contratou milhares de funcionários durante o trimestre e que segue com o aumento de pessoal.

As viagens corporativas seguiram mostrando melhora no segundo trimestre e podem atingir recuperação de 60% até setembro, disse Bastian.

O segmento internacional, porém, segue fraco uma vez que os EUA continuam a restringir a entrada de muitos viajantes, incluindo da Europa, um dos maiores mercados da Delta.

Fonte: G1 14/07/2021

  : aviacao-comercial, internacional