As asas dobráveis serão feitas com um material composto de fibra de carbono, e trarão um motor elétrico na articulação permitindo a extensão ou a dobra. A nova aeronave terá duas versões – a 777-8 e a 777-9 – com capacidade média de transportar entre 384 e 426 passageiros, e já possui mais de 340 pedidos de unidade para as principais companhias aéreas do mundo, como Emirates, Qatar Airways, Lufthansa, British Airways e Singapore Airlines. A ideia é que o novo avião consolide ainda mais o domínio da Boeing sobre a concorrente Airbus no mercado de aviões para longas distâncias.

Os voos inaugurais, aos quais o 777X será submetido, costumam realizar baterias de testes para os novos modelos, a fim de certificar as condições de segurança e confirmar o comportamento do avião em situações específicas. Com as charmosas pontas das asas dobráveis, o Boeing 777X deve começar a ser entregue ainda esse ano, e passar a voar em rotas comerciais no início do ano que vem.

Fonte: Hypeness 24/01/2020

  : aviacao-comercial, internacional