A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou nesta terça-feira, 22 de setembro, que as obras no Aeroporto de Foz do Iguaçu (PR) seguem em ritmo acelerado e que a ampliação da pista de pouso/decolagem está com 55% dos trabalhos realizados.

A ampliação da pista será de 600 metros aos atuais 2195 metros, e o valor do contrato é de R$ 53,9 milhões, com recursos oriundos de um termo de convênio firmado entre a Usina Itaipu e a Infraero.

Outras melhorias, também realizadas em parceria entre Infraero e Itaipu, são a ampliação do pátio de aeronaves, cujo investimento é de R$ 6,1 milhões, além da duplicação da via de acesso ao aeroporto e a implantação de ciclovia. Com investimento de R$ 6,5 milhões, as obras vão aprimorar a fluidez nas chegadas e saídas de veículos no terminal fronteiriço e garantir segurança aos ciclistas.

A ampliação do terminal de passageiros foi inaugurada em fevereiro deste ano, com R$ 42,4 milhões investidos.

“As obras no Aeroporto de Foz do Iguaçu vão transformar a realidade da cidade, que poderá receber mais viajantes a cada ano e com conforto ampliado. Além disso, o aeroporto poderá receber voos diretos da Europa e dos Estados Unidos”, pontuou o superintendente do aeroporto, Joacir Araújo.

Para o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, o apoio da empresa às obras que vão mudar Foz do Iguaçu e região fazem parte da missão da empresa e estão alinhadas com as diretrizes do governo federal.

“Além de gerar energia elétrica, também devemos impulsionar o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai, por isso entendi, junto com a minha diretoria, que deveríamos investir naquilo que deixasse legado”, afirmou Joaquim. “Queremos que o cidadão comum perceba com facilidade onde o dinheiro está sendo aplicado e, por isso, investimos em obras estruturantes, como na importante melhoria do aeroporto.”

Fonte: AeroIn 23/09/2020

  : aviacao-comercial, brasil