Segundo relatório divulgado pela Boeing, a região Ásia-Pacífico continuará a aumentar a demanda por pilotos comerciais, técnicos e tripulação de cabine nos próximos anos.

O Boeing Pilot & Technician Outlook (Relatório da Boeing sobre Pilotos e Técnicos) de 2019 é uma previsão do setor sobre a demanda de pessoal da aviação para os próximos 20 anos e prevê que a Ásia responderá por mais de um terço da demanda global prevista.

A expectativa é que o mundo absorva 816.000 novos profissionais da aviação comercial, baseado na perspectiva de crescimento mundial, ao longo das próximas duas décadas.

O estudo é atrelado às projeções de entregas de novas aeronaves em todo o mundo, levando em consideração as taxas anuais de utilização de aeronaves, tripulação por região e os requisitos regulatórios.

Para os próximos 20 anos as companhias aéreas de todo o mundo precisarão de 44 mil novos aviões, sendo que mais de 17 mil ou 39%, serão entregues na região Ásia-Pacífico. Em número de pessoal o montante deverá chegar aos 244 mil novos pilotos comerciais. A China deverá absorver mais da metade desse volume, com aproximadamente 124 mil novos pilotos, enquanto o Sudeste Asiático e o Sul da Ásia seguem, com 20% e 17% da demanda, respectivamente.

A região ainda deve liderar a demanda global por técnicos de manutenção, com 249 mil profissionais ou 39% da demanda global. Já tripulação de cabine lidera em número total, com 323 mil comissários, o que representa 37% da demanda projetada para o mundo em 20 anos.

Fonte: Aero Magazine 

  : aviacao-comercial, internacional