A GE Aviation está se preparando para testes de vôo do maior turbofan do mundo, que vai ser usado no novo Boeing 777X.

A empresa instalou um motor de teste, GE9X, na asa esquerda de um Boeing 747-400 em Victorville, Califórnia. O motor será testado ao lado dos outros três motores regulares dos jumbo jets.

De acordo com o porta-voz da GE Aviation, Rick Kennedy, ao The Busines Journal. "Estão completando uma bateria de testes de solo agora e que os testes de voo será no final de dezembro, mas dependerá das condições tempo".

 É a último de uma série de testes que o motor deve completar para obter a certificação da Federal Aviation Administration (FAA) e ser considerado seguro para voar no maior avião comercial da Boeing até 2020.

Um vídeo no site da GE Aviation (link) diz que as lâminas do motor para o GE9X estão sendo testadas em uma instalação não identificada em Seattle. Kennedy disse que a instalação pertence à Boeing.

A Boeing está se preparando para fabricar o 777X em Everett. As primeiras entregas das aeronaves de 400 a 425 lugares são esperadas em 2020.

Cada 777X será equipado com dois motores GE9X, que são esperados como os mais silenciosos já construídos com eficiência de combustível melhorada.

Parte do motivo disso é que ele terá apenas 16 lâminas no fan frontal (mais longas e largas do que as lâminas convencionais). Esse é o menor número de laminas em fans já usados um motor. Os motores a jato mais antigos têm 24 ou 30 lâminas de ventilação, disse Kennedy.

"É incrível. Você pode ver diretamente pelo motor. Por causa do aprimoramento do design e engenharia avançada, você não precisa de tantas lâminas como costumava", disse Kennedy.

A GE diz que o GE9X foi projetado para oferecer uma queima de combustível melhorada de 10% em comparação com o mecanismo GE90-115B, que alimenta o 777-300ER da Boeing.

O fabricante do motor diz que o GE9X oferecerá uma economia de combustível 5% melhor do que qualquer motor turbofan.

Dois outros motores GE9X estão sendo submetidos a testes. Um motor passará por testes de vento cruzado no complexo de teste da GE em Peebles, Ohio. Outro GE9X - o primeiro feito - foi enviado para uma instalação de teste da GE em Winnipeg, no Canadá, para testes de congelamento.

Fonte: Business Journal 28/11/2017

  : aviacao-comercial, internacional