Na última terça-feira (30/04), foi realizada na sede da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), em Brasília, a 1ª Reunião do Comitê de Segurança Operacional da Aviação Civil Brasileira. O evento é mais um passo importante para a implementação das ações do Programa de Segurança Operacional Brasileiro, o PSO-BR, que, em 2019, completou 10 anos desde a sua primeira publicação.

O discurso de abertura da reunião foi realizado pelo Diretor-Presidente da ANAC, José Ricardo Botelho, que destacou a importância dos trabalhos do Comitê para o gerenciamento da segurança operacional da aviação no Brasil. Também discursaram os representantes do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), o Tenente-Brigadeiro do Ar, Jeferson Domingues, e o Chefe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (CENIPA), o Brigadeiro Felipe.

Conforme prevê o Regimento do Comitê, a primeira reunião marca a definição do Coordenador do Grupo Técnico Permanente. O membro designado foi o Especialista em Regulação de Aviação Civil, João Souza Dias Garcia, servidor da ANAC. Em seguida, o Coordenador apresentou o Plano de Trabalho do Grupo Técnico Permanente para o seu primeiro ciclo anual, com a agenda de reuniões para o período e as ações que buscarão a efetiva implementação do PSO-BR, além dos avanços na implementação dos sistemas de processamento e coleta de dados sobre segurança operacional (Safety Data Collection and Processing Systems - SDCPS).

Ao final do encontro, os presentes deliberaram sobre a aprovação do Plano de Segurança Operacional para a Aviação Civil Brasileira 2019-2022, que foi aprovado pelo Diretor-Presidente da ANAC e pelo Diretor-Geral do DECEA. O plano apresenta o desdobramento e detalhamento do PSO-BR, estabelecendo objetivos, metas, indicadores e estratégias para sua concretização.

Fonte: Agência Nacional de Aviação Civil 03/05/2019

  : aviacao-comercial, aviacao-executiva, aviacao-geral, brasil